sábado, 29 de maio de 2010

ordem primeira do carmo

Recital comemora bicentenário de Chopin na Igreja Ordem Primeira

Mogi das Cruzes entrou no calendário de apresentações pelo bicentenário do nascimento de Frédéric François Chopin e amanhã, às 17 horas, recebe nove jovens pianistas da Escola de Música do Estado de São Paulo (Emesp) Tom Jobim para um recital que será realizado na Igreja Ordem Primeira do Carmo (rua São João, s/nº, largo do Carmo). O evento é uma realização do Coral do Carmo Bunkyo de Mogi das Cruzes e terá entrada franca.
Orientados pela conceituada pianista e professora Donata Madejska Lange, os pianistas, com idades entre 12 e 17 anos, interpretarão prelúdios, plonaises, valsas , mazurkas e noturnos do compositor polonês.
Os músicos farão o recital a convite do pianista mogiano Carlos Eduardo Zappili Albertini, que, assim como Donata, integra o Comitê Chopin 2010 no Brasil, que desde o início do ano vem promovendo uma série de atividades comemorativas para lembrar os 200 anos do nascimento do músico polonês.
Segundo Albertini, para o segundo semestre uma nova apresentação na Igreja Ordem Primeira do Carmo está sendo preparada. O repertório será composto por canções de Chopin e contará com a participação dos músicos do Coral do Carmo, além do pianista mogiano. (B.B.)

domingo, 9 de maio de 2010

sábado, 8 de maio de 2010

VIVA!chegou o dia,PARABENS!

“As artes plásticas são uma das formas de o homem eternizar sua singularidade e também de distinguir-se dos outros animais. O artista plástico é, antes de tudo, um sensível. Uma pessoa que usa o desenho, a pintura ou a escultura para expressar seu deslumbramento diante do mundo. Como uma criança, enxerga ou assimila o cotidiano de uma forma diferente, por um outro viés, talvez. Descortina-o mais do que o interpreta. E as impressões do que sua visão vai captando ou descortinando são registradas no tipo de arte com a qual se identifica ou se expressa melhor. O artista plástico, com sua arte, não permite que a luta diária da vida seque em seus olhos a constante surpresa perante a emoção das grandes e das pequenas coisas contidas no universo. Parabéns, artista plástico!”

(Autor Desconhecido)

sexta-feira, 7 de maio de 2010

vitória frontispiciano


Uma tela em branco. Um pedaço de sucata. Um punhado de argila. Peças de porcelana. A matéria-prima pouco importa. É uma questão de opção. O que vale é a criatividade, a técnica, o talento para comover e encantar o espectador. Amanhã, os mogianos poderão conferir de perto o trabalho destes profissionais, quando é celebrado o Dia do Artista Plástico. A partir das 10 horas, no Largo do Carmo, vários nomes conhecidos do segmento na Cidade, entre outros iniciantes, comemorarão a data, produzindo obras ao vivo.

Esta é uma maneira de chamar a atenção do público. De acordo com Vítor Wuo, artista plástico e coordenador de projetos da Secretaria Municipal de Cultura, as pessoas poderão matar a curiosidade a respeito do processo de criação dos artistas. "Vamos ter uma área coberta, cavaletes, para que o pessoal possa mostrar seu trabalho", acrescenta. Os mogianos ainda terão a chance de levar para casa obras produzidas na ocasião. "Faremos um sorteio de algumas peças", comenta.

Entre os convidados estão artistas de reconhecimento internacional, como Lúcio Bittencourt e Nerival Rodrigues. O evento ainda deve mostrar a versatilidade da produção do segmento, já que cada um segue uma linha diferente. Há artistas adeptos ao estilo acadêmico, naif (primitivista), abstrato, entre outros. A diversidade de matéria-prima também é grande. Alguns trabalham com sucata, outros cerâmica, pintam com tinta a óleo, acrílica.

Músicos, escritores e atores também marcam presença durante o evento. O Grupo Entremeio Literário declamará poemas enquanto os alunos da Oficina de Iniciação Teatral da Secretaria de Cultura farão uma performance. Os atores estarão caracterizados com diversos personagens e promoverão a interação com o público. O Grupo de Violeiros e o Quinteto da Corporação Musical Santa Cecília comandarão o som.

José Luiz Freire de Almeida, secretário nunicipal de Cultura, diz que o Dia do Artista Plástico nunca havia sido comemorado no Município e destaca a importância desta data. "É uma homenagem mais que justa. Mogi é uma cidade privilegiada pela quantidade de artistas plásticos talentosos que tem". Vítor Wuo diz que a partir deste ano, a celebração passa a fazer parte do calendário de atividades culturais de Mogi.

Para ele, além de prestar homenagem aos artistas, esta é uma oportunidade para quem está começando a mostrar o seu talento. "Quem quiser poderá levar suas obras, já que o evento não terá formalidades"No evento, o público irá conhecer o trabalho daquele que utiliza o desenho, a pintura e a escultura para expressar o modo como vê o mundo. O largo do Carmo será transformado em um ateliê, onde alguns artistas locais produzirão ao vivo obras de arte para serem expostas e sorteadas aos viDe acordo com o artista plástico Wictor Wuo, um dos organizadores do evento, o local será um ponto de encontro de artistas veteranos e iniciantes. "O evento é aberto a todos que apreciam as artes plásticas. Não há nenhuma distinção e a ideia é promover um encontro para homenagear todos os artistas",.

Entre os nomes já confirmados estão Lucio Bittencourt, Nerival Rodrigues, Norberto Duque, Adelaide Lawitschka Swettler, JAM, dentre outros. O grupo Frontispício, que comemora seu primeiro aniversário, também estará presente.

Comemoração

O Dia do Artista Plástico surgiu como homenagem ao pintor brasileiro José Ferraz de Almeida Junior, nascido no dia 8 de maio de 1851, na cidade de Itu, Estado de São Paulo. Almeida Junior teve uma carreira bem-sucedida, estudou na Academia Imperial de Belas-Artes, onde foi aluno de Victor Meireles. Obteve, também, formação na Escola Superior de Belas-Artes de Paris.

Sua principal contribuição para as artes plásticas segundo uma parcela da crítica brasileira, está atrelada a temática abordada, já que diferente de muitos artistas da época ele retratava o homem comum. .

terça-feira, 4 de maio de 2010

segunda-feira, 26 de abril de 2010

aniversário de 01(um)ano de FRONTISPÍCIO

Em 02 de Maio de 2009,às 9:00 horas da manhã no beco do SAPO,Mogi das Cruzes ,nasce o grupo frontispício das artes,com os padrinhos , restaurante POPAYE, tivemos assim a primeira edição inaugural,na segunda edição tivemos uma tarde de autógrafos com o escritor Sr.Aureo Malaquias,e na terceira edição passamos a contar com o apoio do SUPERMERCADO VERAN,completando assim neste ano de 2009 um total de sete edições.Como o dia nacional do artista plástico é dia 08 de maio, próximo da data de aniversário ,o grupo resolveu oficializar esta data.
Com nosso empenho acreditamos que através da SEC.CULTURA,possamos transformar esta data no calendário dos eventos municipais.
Zeti Muniz

quarta-feira, 21 de abril de 2010

o grupo mogiano FRONTISPÍCIO das artes começou sua formação com projeto de exposição de pinturas na rua,com as amizades de 02(dois) artistas plástico ,ZETI MUNIZ e ENZO FERRARA,ambos de gerações e estilos bem diferenciados, Zeti com sua técnica mais agressiva do espatulado,e o jovem Enzo(uma diferença aproximada de 30(trinta) anos de idade) com sua técnica sensível do primitivismo.
A escolha para este projeto foi o BECO DO SAPO, que teve seu inicio em Maio de 2009,e à partir deste evento os artistas de todos os seguimento se aproximaram e em suas primeiras reuniões o escritor Sr.Aúreo Malaquias sugeriu um tema para exposição que para sua surpresa acabou sendo
o nome de identificação do grupo.
O projeto cresceu,tanto que à jornalista BÁRBARA BARBOSA,em sua coluna escreve uma manchete: BECO DO SAPO É O BERÇO DA CULTURA MOGIANA.
Hoje o grupo com 36(trinta e seis integrantes)mantém exposições em varios espaços fechados e em outras cidades da região.
O grupo resolveu ampliar este projeto de rua, ou melhor do beco para à praça, o beco continua
nossos amigos anfitriões,: POPAYE e VERAN sempre apoiando os eventos.
As praças,os becos tem que haver exclusividades de nossos artistas. a cidade é nossa e novos talentos surgem em nossa cidade os municipes tem que saber,tem a obrigação que nós informe-nos e apresente-os nossos colegas veteranos ou não,com este pensamento levamos para o nosso representante na SEC.CULTURA. o sr,Victor Wuo,(art.plast./diretor de artes/acessor do
SECRET.MUNICIPAL DA CULTURA) que não só encaminhou o projeto para aprovação,como nos deu todo apoio e mais do que isso batizou nosso projeto e o grupo concordou com o nome de
C A R M O das A R T E S.